registe-se

registe-se
Esqueceu-se da palavra-passe?


Histórico de procura
Lembrete
Links para eurlivro.pt

Dica do eurolivro.pt
livros similares
Outros livros adicionais, que poderiam ser muito similares com este livro:
Ferramentas de pesquisa
Dicas de livros
Atualidades
Publicidade
Anúncio pago
- 0 resultados
menor preço: € 6,53, preço mais alto: € 6,53, preço médio: € 6,53
Mídia, Misoginia e Golpe (Portuguese Edition) - Elen Cristina Geraldes, Tânia Regina Oliveira Ramos, Juliano Domingues da Silva, Liliane Maria Macedo Machado, Vanessa Negrini
livro esgotado
(*)
Elen Cristina Geraldes, Tânia Regina Oliveira Ramos, Juliano Domingues da Silva, Liliane Maria Macedo Machado, Vanessa Negrini:
Mídia, Misoginia e Golpe (Portuguese Edition) - Livro de bolso

ISBN: 1521955220

[SR: 3749452], Paperback, [EAN: 9781521955222], Independently published, Independently published, Book, [PU: Independently published], Independently published, Mídia, Misoginia e Golpe reúne 53 entrevistas com pesquisadores de todo o país refletindo sobre o processo de impeachment de Dilma Rousseff. Foram ouvidas personalidades acadêmicas e políticas com importantes contribuições neste debate, seja na mídia ou em outros palanques, convidadas a responder: Foi golpe? A mídia apoiou? A misoginia impactou? De maneira geral, os entrevistados e entrevistadas foram contundentes ao afirmar que, sim, o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff foi um golpe, embora com características bastante distintas do que houve anteriormente na história política do País. Também foi consenso entre a maioria dos entrevistados e entrevistadas que a mídia teve um papel fundamental e ativo na arquitetura do golpe, atuando de forma articulada com os grupos beneficiários do processo. As questões de gênero, a misoginia, o sexismo, a herança de uma cultura que se forjou no patriarcado, foram ingredientes apontados como de grande relevância para influenciar a opinião pública durante a cobertura do processo de impeachment. Por fim, os entrevistados e entrevistadas observaram que a derrubada de Dilma representa um duro golpe na participação feminina na política brasileira, que já era considerada uma das mais baixas no mundo, com reflexos e ameaças ao processo de conquistas sociais e culturais em construção nos últimos anos. Pela gravidade dos desdobramentos, a Academia não poderia se furtar a este debate, mesmo correndo o risco de não haver o distanciamento histórico buscado na ciência. Neste caso, se calar equivaleria anuir com o processo. Que este livro seja fonte de reflexão sobre o papel e o poder da mídia, sobre a necessidade renovada de se resistir ao machismo, ao sexismo e à misoginia, com vistas à construção de uma sociedade plural, justa e democrática., 11260, General, 11258, Gender Studies, 11232, Social Sciences, 3377866011, Politics & Social Sciences, 1000, Subjects, 283155, Books, 5571264011, Women in Politics, 5571258011, Specific Topics, 5571255011, Politics & Government, 3377866011, Politics & Social Sciences, 1000, Subjects, 283155, Books, 491464, Political Science, 684292011, Civil Rights, 684293011, Government, 491470, International Relations, 491472, Political History, 684294011, Political Ideologies, 684295011, Public Affairs, 491474, Public Policy, 468214, Social Sciences, 465600, New, Used & Rental Textbooks, 2349030011, Specialty Boutique, 283155, Books, 491458, Gender Studies, 468214, Social Sciences, 465600, New, Used & Rental Textbooks, 2349030011, Specialty Boutique, 283155, Books

livro novo Amazon.com
Amazon.com
Neuware. Custos de envio:Usually ships in 24 hours., mais custos de envio
Details...
(*) Livro esgotado significa que o livro não está disponível em qualquer uma das plataformas associadas buscamos.

Pormenores referentes ao livro
Mídia, Misoginia e Golpe (Portuguese Edition)

Mídia, Misoginia e Golpe reúne 53 entrevistas com pesquisadores de todo o país refletindo sobre o processo de impeachment de Dilma Rousseff. Foram ouvidas personalidades acadêmicas e políticas com importantes contribuições neste debate, seja na mídia ou em outros palanques, convidadas a responder: Foi golpe? A mídia apoiou? A misoginia impactou? De maneira geral, os entrevistados e entrevistadas foram contundentes ao afirmar que, sim, o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff foi um golpe, embora com características bastante distintas do que houve anteriormente na história política do País. Também foi consenso entre a maioria dos entrevistados e entrevistadas que a mídia teve um papel fundamental e ativo na arquitetura do golpe, atuando de forma articulada com os grupos beneficiários do processo. As questões de gênero, a misoginia, o sexismo, a herança de uma cultura que se forjou no patriarcado, foram ingredientes apontados como de grande relevância para influenciar a opinião pública durante a cobertura do processo de impeachment. Por fim, os entrevistados e entrevistadas observaram que a derrubada de Dilma representa um duro golpe na participação feminina na política brasileira, que já era considerada uma das mais baixas no mundo, com reflexos e ameaças ao processo de conquistas sociais e culturais em construção nos últimos anos. Pela gravidade dos desdobramentos, a Academia não poderia se furtar a este debate, mesmo correndo o risco de não haver o distanciamento histórico buscado na ciência. Neste caso, se calar equivaleria anuir com o processo. Que este livro seja fonte de reflexão sobre o papel e o poder da mídia, sobre a necessidade renovada de se resistir ao machismo, ao sexismo e à misoginia, com vistas à construção de uma sociedade plural, justa e democrática.

Dados detalhados do livro - Mídia, Misoginia e Golpe (Portuguese Edition)


ISBN (ISBN-10): 1521955220
Livro de bolso
Editor/Editora: Independently published

Livro na base de dados desde 16.03.2018 08:53:12
Livro encontrado pela última vez no 16.03.2018 08:53:12
Número ISBN/EAN: 1521955220

Número ISBN - Ortografia alternativa:
1-5219-5522-0


< Para arquivar...
Livros relacionados